Mesa paritária de Saúde voltou a se reunir em Brasília nesta terça-feira (10/01)

Notícia publicada dia 11/01/2017

Tamanho da fonte:

A comissão paritária voltou a se reunir com a empresa, ontem, 10/01, em Brasília, dando continuidade aos trabalhos da comissão que discute melhorias para o Postal Saúde.

banner_comissao_paritaria_reuniao_10_janeiro_2017

Após apresentadas respostas às solicitações dos representantes dos trabalhadores que fazem parte da comissão paritária de saúde.

O representante da empresa falou sobre o acesso ao site da Postal e as informações que lá estão disponíveis, tais como, rede credenciada por localidade e extrato detalhado do uso do plano.

A representação dos trabalhadores na mesa de discussão foi taxativa em afirmar mais uma vez da necessidade urgente de atualização no site, tendo em vista que a empresa não fornece nenhum manual contendo toda a rede disponível impressa, sendo assim o site a única ferramenta de informação aos titulares e seus dependentes, uma vez que já foi constatado de que uma quantia considerável de prestadores já não atendem ao plano nas mais diversas localidades, deixando o trabalhador sem atendimento.

Foi esclarecido também de que é papel da postal Saúde através de suas Unidades de Representação Regional (URRs) esse enxugamento, mantendo no site apenas os credenciados que ainda atendem ao plano e não dos Sindicatos dos trabalhadores que já têm suas demandas.

Foi constatado que a rede credenciada “real” apresentada no site possui 27.529 credenciados, dos quais grande parte não atendem mais o plano, porém, ainda aparecem em seu banco de dados como credenciados.

A Postal Saúde firmou o compromisso com a categoria de apresentar uma relação atualizada até o dia 15 de março, feitos os devidos credenciamentos e descredenciamentos na rede e afirmou também que existem trâmites burocráticos para o descredenciamento, que não se trata simplesmente de excluir o credenciado, mas seguir o prazo legal estipulado pelas normas da própria ANS que é de pelo menos 30 dias.

Em cumprimento às solicitações dos representantes dos trabalhadores, a empresa entregou aos mesmos, os documentos de confidencialidade que justifica a não disponibilização do relatório de auditoria da Postal Saúde, solicitado anteriormente e também o quantitativo de aposentados por invalidez e afastamentos pelo INSS, por Regional.

A reunião encerrou-se no final da tarde e deve ter continuidade no restante da semana.

Continue acompanhando as informações sobre os trabalhos da Mesa Paritária de Saúde através do site da Findect e de seus sindicatos filiados.

Diga não à mensalidade no plano de saúde!

Todos na luta em defesa de nossos direitos!

Adilma Araújo - Assessora de Comunicação FINDECT MA