Assalto em AC na Av. Angélica mostra vulnerabilidade das agências sem vigilância

Notícia publicada dia 07/11/2017

Tamanho da fonte:

O assalto ocorreu na segunda-feira, 6 de novembro, numa agência localizada em bairro nobre da cidade, Higienópolis.

Foi o segundo em um mês. Dessa vez o assalto não foi bem sucedido, porque seguranças de um banco viram um dos assaltantes armados ao lado da agência e acionaram a polícia.
Mas houve troca de tiros entre PMs e assaltantes, o que causou pânico generalizado em os clientes que estavam no interior da agência e transeuntes. Um assaltante foi baleado, e não houve outros feridos, mas se algum cliente ou funcionário tivesse tomado tiro e morrido, não seria mera coincidência.
Essa agência tem banco postal. E como muitas outras ficou sem vigilantes devido à ação irresponsável da direção da ECT, que diminuiu recursos da segurança sob alegação de corte de despesas.
O Sindicato protestou fortemente contra esse corte absurdo. Retirar segurança de agências e outros setores dos Correios, principalmente onde funciona banco postal, é um verdadeiro atentado contra a vida dos trabalhadores e dos usuários. E mostra que essa direção que tomou posse dos Correios com o governo Temer não tem compromisso nenhum com qualidade, com saúde e segurança e nem mesmo com a vida dos trabalhadores que carregam essa empresa nas costas.
O Sindicato também entrou com processo contra essa medida da empresa. A decisão foi favorável e a sentença impôs prazo de até 60 dia para a ECT reimplantar vigilância em todas as agências com banco Postal. Mas a irresponsabilidade e o descaso da ECT são enormes, e ela até agora não obedeceu a justiça, deixando que tais ocorrências se sucedam.

Confira abaixo a repercussão da violência na agência Santa Cecília na mídia:

Uol Notícias – Tentativa de assalto a agência dos Correios deixa um suspeito ferido em SP

G1 – Tentativa de assalto a agência dos Correios termina com um ferido e dois presos em SP

 Rádio BandNwes FM

SPTV

Brasil Urgente

Compartilhe agora com seus amigos