Crimes contra os trabalhadores dos Correios crescem, e a ECT assiste

Notícia publicada dia 23/03/2018

Tamanho da fonte:

Essa semana, a filmagem de uma van sendo roubada em Santo André com o sequestro do trabalhador, e o aparecimento de um caminhão roubado na zona norte foram os destaques de uma escalado amedrontadora.

Toda semana aparecem vídeos e são publicadas matérias nos jornais e TVs com cenas de assaltos e agressões contra os trabalhadores dos Correios. Há aberrações como dois homens batendo num carteiro motorizado sem que ele tenha feito nada, como se estivessem se divertindo enquanto assaltavam a van e ele próprio, de quem levaram os pertences.

Trabalhar nos Correios está virando profissão perigo. A situação só piora, a empresa nada faz e as chefias ainda têm a cara de pau de tratar os trabalhadores vitimados com desprezo, sem cuidado e humanidade, e os manda de volta para os mesmos lugares no dia seguinte.

Esse é um dos aspectos do sucateamento e da destruição da ECT. O governo Temer e seu fiel escudeiro, Guilherme Campos, não investem em segurança e ainda retiram recursos, limitando as escoltas e eliminando vigilantes.

Fazem isso como parte do plano de desacreditar os Correios e deixa-lo pronto para ser terceirizado e privatizado. Também para deixar o trabalhador desanimado e descontente, sem ânimo para reagir de lutar contra esse desmonte absurdo da empresa.

Mas não podemos esmorecer. Quase acabaram com nosso plano médico, mas vamos batalhar e lutar para recuperá-lo, na justiça e na luta. E vamos usar todas nossas armas para impedir o sucateamento e a privatização.

Compartilhe agora com seus amigos