Sobrecarga impossibilita entrega de registrados, mas ECT lança tentativa e complica os carteiros

Notícia publicada dia 21/02/2019

Tamanho da fonte:

O DDA, a falta de funcionários e as péssimas condições de trabalho fazem os carteiros irem à distribuição com uma quantidade de objetos qualificados impossível de entregar dentro da jornada de trabalho, e a empresa os induz a marcar como não atendido ou entrega não efetuada, mesmo sem que tenha havido tentativas de entrega.

A diretoria do SINTECT/SP cobrou da SE/SPM soluções para o problema com a distribuição, entrega e baixa de objetos qualificados, que aumentou muito em todas as unidades. Inclusive porque está gerando reclamações de clientes que acompanham o pedido pela internet e vêem anotação de tentativa de entrega, sem que ela tenha existido.

A situação é extremamente grave! Tem trabalhadores saindo com 300 ou mais objetos qualificados, além da carga simples dobrada por conta do DDA.

Eles denunciam que, ao retornarem para a unidade, são pressionados pelos gestores para não dar baixa no Smartphone, sob ameaças de terem que responder e serem punidos ou até mesmo serem emprestados ou transferidos.

Mas alguém autorizado entra no sistema interno e realiza as baixa dos objetos, colocando os horários manualmente, o que é abusivo, ilegal e criminoso.

A Direção do SINTECT-SP exige que a direção da ECT tome providencia o mais breve possível e solucione essas irregularidades absurdas e constantes em muitas unidades da SE/SPM!

Compartilhe agora com seus amigos