Em defesa do OTT – Abaixo a destruição da ECT promovida por Temer/Campos/Kassab!

Notícia publicada dia 10/02/2018

Tamanho da fonte:

Em vez de extinguir o cargo, acabar com a função e terceirizar o serviço, a ECT tem que contratar mais OTTs, valorizá-los e ampliar e fortalecer o trabalho de logística nos Centros de Triagem em que eles atuam – Assim se faz um Correio público forte, com serviço de qualidade para a população!

O que a direção dos Correios está fazendo destrói a empresa pública, deixando-a fraca e cada dia mais distante da população. Piora os serviços, limitando as entregas e obrigando os usuários a retirarem as encomendas e correspondências nas unidades da ECT. Amplia a privatização, terceirizando cada dia mais setores e serviços.

A mudança anunciada não tem relação com inovações tecnológicas. A FUNÇÃO DO OTT NA TRIAGEM NÃO VAI ACABAR, POR MAIS QUE ELA SEJA MECANIZADA. Mecanização que vai demorar muito, frente ao baixo nível de investimento feito hoje na ECT. O trabalhador continuará sendo indispensável no tratamento da carga de cartas e encomendas por muiiiito tempo.

Essa mudança É PARA TERCEIRIZAR E PRIVATIZAR!

A Direção da empresa nem esconde isso. Já deixou claro que vai aprofundar essa política desastrosa para os Correios e para os trabalhadores.

É só ver o que está acontecendo com a terceirizadora chamada Empreza para ver o tamanho do desastre.

Os MOTs que ela coloca dentro da ECT não têm os mesmos direitos que os trabalhadores dos Correios. E nem recebendo salário estão, pois a Empreza recebeu pelo contrato, mas deu calote dos trabalhadores. Com isso a responsabilidade com o serviço e sua qualidade vão para o lixo! Quem está ganhando com isso?

Não aceitamos imposição

Para extinguir os OTTs e possibilitar o reenquadramento como Atendente ou Carteiro, a ECT alterou o Plano de Cargos Carreiras e Salários (PCCS 2008) por conta própria, sem negociar com a categoria e seus Sindicatos e Federações. Foi mais uma inaceitável imposição do governo Temer e seus representantes na ECT!

A extinção do OTT é grave! Prejudica milhares de companheiros e companheiras em todo o país e piora a qualidade dos serviços da empresa. NÃO ACEITAMOS EM NENHUMA HIPÓTESE QUE A ATUAL DIREÇÃO REPRESENTANTE DE TEMER TOME MEDIDAS DESSE PORTE UNILATERAL E ARBITRARIAMENTE!

A luta é urgente!

O SINTECT-SP e a FINDECT estão estudando a situação para encaminhar medidas jurídicas. O mais importante, no entanto, é desencadear a luta da categoria. Não podemos aceitar a terceirização e a privatização. Elas representam precarização das condições de trabalho, redução de salários e direitos e deterioração da qualidade dos serviços prestados pelos Correios à população.

Exigimos a realização de concurso público, a contratação de mais trabalhadores, estudos e investimento em tecnologia. Esse é o caminho para fortalecer os Correios, melhorar e ampliar os serviços e a arrecadação, atender a população com qualidade, compromisso e respeito e tornar nossa empresa mais forte que os concorrentes, com a alta lucratividade e a credibilidade que ela sempre teve!

Compartilhe agora com seus amigos