Após aprovar destruição da aposentadoria, deputados votam MP 881, da “liberdade econômica”

Notícia publicada dia 12/08/2019

Tamanho da fonte:

Menos direitos e justiça

O texto que será analisado pelos deputados foi envenenado pelo governo com o acréscimo de tópicos à MP para privilegiar ainda mais os empresários, restringindo e eliminando direitos trabalhistas. O objetivo declarado é dar mais “liberdade” às empresas para que possam abusar dos trabalhadores e lucrar mais sem se preocupar com a lei e a justiça trabalhista.

Foram tantos os retrocessos enxertados no texto a ser votado, que o próprio relator, deputado Jerônimo Goergen (PP/RS), pensa em eliminar alguns deles para facilitar a aprovação dessa receita horrorosa para os trabalhadores. Para tanto ele criou uma emenda aglutinativa que pretende apresentar em plenário.

Entre os retrocessos da MP está a criação de regime especial de contratação “anticrise” que vigoraria enquanto o desemprego não ficar abaixo de 5 milhões de pessoas por 12 meses consecutivos.

Clique aqui e confira os principais pontos que atacam os trabalhadores.

Compartilhe agora com seus amigos