SINTECT-SP pressiona e ECT libera vale transporte até o dia 7/12

Notícia publicada dia 05/12/2018

Tamanho da fonte:

Os cerca de 3 mil companheiros que tiveram o benefício suspenso vão receber normalmente, mas tem prazo até 10 de dezembro para fazer o recadastramento ou corrigir as informações que levaram ao indeferimento.

Muitos companheiros não fizeram mesmo o recadastramento no prazo estipulado pela empresa, que foi de 07/08/2018 até 28/09/2018. Outros fizeram, mas cometeram erros ou não finalizaram o procedimento.

Apesar disso, suspender o benefício foi uma atitude extremada. Fez o trabalhador pagar condução do próprio bolso para se deslocar de sua casa à unidade. E isso é muito penoso para o nível salarial dos Correios. Muitos trabalhadores simplesmente não têm dinheiro para pagar a cara tarifa do transporte paulistano.

Por isso o SINTECT-SP entrou em ação e contatou a empresa desde o primeiro momento. Insistiu e pressionou para que uma solução fosse encontrada. Afinal os trabalhadores não podiam ficar sem o vale-transporte e serem obrigados a irem trabalhar.

Enfim a solução apresentada foi o pagamento a todos. A data definida foi 7 de dezembro. E a partir de janeiro o fornecimento volta a ser disponibilizado em créditos no cartão. Mas fica o alerta para que todos regularizem a situação por meio do sistema e-benefícios até o dia 10/12/2018.

É importante que isso seja feito porque o recadastramento anual é uma exigência legal. Se o trabalhador não o fizer, atualizando suas informações no sistema, ele está na prática autorizando a empresa a suspender o benefício.

Carta nº 4334871/2018 – VIGEP-CORET-SPM

Na batalha e com a seriedade de sempre alcançamos mais uma vitória, nesse caso para não prejudicar os companheiros e garantir o benefício a que eles têm direito. A luta continua por melhores salários e condições de trabalho!

Compartilhe agora com seus amigos