VII CONGRESSO DA FINDECT DA PONTA-PÉ INICIAL À CAMPANHA SALARIAL 2018

Notícia publicada dia 21/05/2018

Tamanho da fonte:

Representantes dos Trabalhadores debatem pauta de reivindicações, e ações da categoria.

Na manhã desta segunda-feira (21), foi dada a largada para a campanha Salarial 2018/2019, com o início das discussões no 7o congregação da FINDECT. No primeiro, dos 3 dias de atividades, foi o momento em que os Diretores, representantes dos Trabalhadores, levaram as demandas e reivindicações da categoria, para a construção da Pauta de Reivindicações.

Participam de congresso, os companheiros representantes dos Trabalhadores nas bases da FINDECT (São Paulo, Rio de Janeiro, Bauru, Tocantins e Maranhão), e também camaradas de outras bases, contribuindo muito para o debate.

“A categoria está apreensiva. As ameaças de privatização, de retirada de direitos, fechamento de agência e demissões, devem ser motivos para entrarmos juntos nessa campanha salarial. Somente com a união da base, é que teremos força para barrar qualquer retrocesso, e avançar na conquista de direitos e benefícios”, afirma o Presidente da FINDECT, José Aparecido Gimenes Gandara.

Anfitrião do congresso, e com determinação de conquistar a vitória na categoria, o vice-presidente da FINDECT, e presidente do sintect-sp, Elias Cesário Brito (Diviza), criticou os efeitos da reforma Trabalhista, e o temor criado na categoria. “Nós vamos pra luta. E não temos medo de ameaças de cortes de direitos e benefícios. Garantimos diversos direitos e benefícios no acordo coletivo de Trabalho, e não vamos abrir mãos. Se mexerem conosco, vão ter de aguentar a pressão dos mais de 100 mil Trabalhadores dos Correios”.

DIEESE APRESENTA ANÁLISE ECONÔMICA E PROJEÇÃO DA INFLAÇÃO PARA A DATA-BASE

No período da tarde, o técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômico (DIEESE), Ilmar Ferreira, trouxe ao debate informações da economia nacional, para contribuir para o debate.

Ilmar analisou os resultados e expectativas financeiras da ECT para este ano, além dos impactos da conjuntura econômica do Brasil no salários dos Trabalhadores, e Trabalhadoras Ecetistas.

De acordo com o técnico, a projeção de inflação para agosto de 2018 é de 3%. Ilmar destacou, ainda, os resultados negativos da economia brasileira. “ O trabalho informal aumentou muito no último ano e, somando a isso, houve diminuição do número de trabalhadores com carteira assinada.”

Ronaldo Martins, secretário geral da FINDECT, e presidente do sintect-rj, ressaltou que os resultados são apenas o principio do terror criado pela reforma Trabalhista. “O governo golpista, de Michel Temer, promoveu um duro ataque a classe trabalhadora. Só conseguiremos reverter os ataques com a eleição de representantes da classe trabalhadora para o congresso, senado e presidência em 2018″.

REFORMA TRABALHISTA COLOCA EM RISCA EXISTÊNCIA DOS SINDICATOS

Para contribuir com a discussão sobre a reforma trabalhista, aprovada em 2017 pelo congresso nacional, o Desembargador do TRT-15, Dr. Luiz Henrique Rafael, trouxe informações importantes para a categoria.

Segundo ele, a reforma Trabalhista traz grandes prejuízos aos Brasileiros, pois “ela permite a terceirização irrestrita e promove o fim das representações sindicais”.

Sabe-se que a grande imprensa, no Brasil, faz discurso positivo sobre a reforma, utilizando-se de inverdades e manipulações na tentativa de enganar os Trabalhadores e Trabalhadoras. Por isso, “é importante a discussão completa e aprofundada sobre a reforma, a fim de trazer a luz a verdade, e fortalecer a luta e união dos Trabalhadores”, afirma o diretor de imprensa da Findect, Douglas Melo.

DEPARTAMENTO JURÍDICO DA FINDECT CONQUISTA VITÓRIA PARA OS TRABALHADORES ECETISTAS

Para esclarecer as dúvidas, e trazer explicações e informações sobre ações da FINDECT, o advogado da Federação, Dr. Marcos Vinicius Gimenes, esclarece o trabalho do jurídico nos últimos meses.

Na última semana, uma decisão do TRT-15 garantiu o direito dos Trabalhadores da base da FINDECT a usufruir das férias. “Em caso de negativa, o Trabalhador terá direito a uma multa de R$1000,00 ao dia, em virtude dos danos causados pela ECT“, explica o advogado.

Além desta ação, também foram discutidas as ações referentes ao Adicional de periculosidade para os motociclistas, que está no Tribunal superior do Trabalho, e também o andamento dos embargos da decisão que alterou a cláusula da assistência médica da categoria.

“Apos o resultado dos embargos, nós iremos recorrer da decisão no STF, e também apresentar denuncia junto a organização internacional do trabalho (OIT). Isso porque essa decisão do TST abriu um precedente perigoso para os Trabalhadores Ecetistas, e também para os companheiros de outras categorias”, finaliza o diretor jurídico, e presidente do SINTECT-TO, José Aparecido Rufino.

Nesta terça e quarta-feira, o congresso tem continuidade. Ainda serão discutidos outros assuntos de grande importância para a categoria, como saúde e segurança do Trabalho, questão das Mulheres, Racial, anistia e entrega matutina.

“O congresso é muito importante para a categoria, pois é o momento onde reunimos as reivindicações dos Trabalhadores em todo o Brasil, e construimos uma pauta comum para reivindicarmos direitos e benefícios na campanha Salarial deste ano”, conclui Márcio Martins, diretor de políticas jovens, e secretario geral do Sintect-ma.

Continue acompanhando as discussões de amanhã na página do Facebook da FINDECT, e também através do site da federação e também dos sindicatos filiados.

Fonte: Findect

Assista abaixo ao vídeo da atividade, com narração de Elias Diviza:

Compartilhe agora com seus amigos