ECT abandona o CDD Grajaú, deixando os trabalhadores em condições insalubres

Notícia publicada dia 28/12/2016

É inacreditável a situação a que chegou o CDD Grajaú. Mesmo com todos os protestos feitos pelos trabalhadores junto com o Sindicato, dos ofícios encaminhados e das negociações com a empresa, das denúncias no Ministério Público do Trabalho e na Vigilância Sanitária, paralisação ocorrida em 2015, a ECT não resolve os problemas

interna_trabalhadores_grajau_em_condicoes_insalubres_sintect_sp_28_12_16_1

E ainda piora a situação. Os bebedouros não funcionam, está instalado num local nada adequado, exposto ao sol, chuva, sujeira e com a água com coloração estranha, sujeira e, neste natal, o presente que ela deu foi não comprar água para os trabalhadores beberem. É isso mesmo: calor de 37 graus e sem água para beber!

Sensível a esta situação, o Sindicato, representado pelo diretor Douglas Melo, chegou a comprar água para abastecer o setor bem como contratou mão de obra para capinar e limpar o terreno do CDD, que sofre com o mato alto e a consequente proliferação da insetos e bichos.

interna_trabalhadores_grajau_em_condicoes_insalubres_sintect_sp_28_12_16_2

Porém, demonstrando despreocupação total com a saúde dos trabalhadores, a ECT não autorizou a realização do serviço de limpeza e ainda ameaçou punir os trabalhadores que pegarem os galões de água que o Sindicato comprou.

Os problemas não param por aí, a lista é enorme:

interna_trabalhadores_grajau_em_condicoes_insalubres_sintect_sp_28_12_16_3- A empresa está há 8 meses sem pagar o aluguel da unidade e, provavelmente, logo chegará uma ordem de despejo;

- A falta de funcionários é gritante, agravada atualmente com 4 licenças médicas, 1 licença maternidade, 3 afastamentos por conta de assaltos e conta atualmente com 3 trabalhadores com restrições médicas;

- As más condições de trabalho são absurdas: o prédio não apresenta condições para desempenho das atividades, pois tem telhado precário, que faz a chuva alagar a unidade, rachaduras na estrutura, banheiros quebrados, iluminação insuficiente e com problemas, lixo e mato alto no entorno, parecendo uma floresta, terreno sem limpeza, bebedouros quebrados;

- A entrega pela manhã precisa ser melhorada e ampliada para todos os distritos, e não ficar só em alguns, como é atualmente;

- Os assaltos são constantes, o que coloca os trabalhadores em situação de violência e risco cotidianamente, gerando agressões e traumas físicos e psicológicos que levam a muito afastamentos médicos – as consequências disso para a saúde física e mental dos trabalhadores são inimagináveis.

interna_trabalhadores_grajau_em_condicoes_insalubres_sintect_sp_28_12_16_4Diante do descaso da empresa, os trabalhadores irão interromper as atividades de trabalho a partir desta sexta-feira (30/12/2016), por tempo indeterminado até que os Correios resolvam de vez o problema que persiste nesta unidade.

Sr. Diretor Regional, está esperando o que? Quer que situação do CDD Grajaú chegue aonde? O SINTECT-SP exige providências e soluções imediatas quanto a este abandono absurdo, ilegal, imoral e que põe em risco a saúde e a vida de todos os trabalhadores!!!

Confira abaixo algumas imagens do abandono da ECT para com os trabalhadores e a unidade: