FINDECT já se posicionou e age para derrubar liminar e impedir aumento no plano de saúde

Notícia publicada dia 06/01/2020

Tamanho da fonte:

A Diretoria e o Jurídico da FINDECT já está agindo mais uma vez no sentido de derrubar essa liminar. E solicitou nova reunião com o Ministro a partir da semana que entra para aprofundar o debate e a compreensão da questão.

A direção da ECT e governo federal tomaram mais uma atitude de forma sorrateira e maldosa contra a categoria, em novo ataque, agora reduzindo direitos e renda dos trabalhadores.

Ele informou em seu primeira hora o aumento absurdo sobre o plano, que passa a ser custeado meio a meio entre trabalhador e empresa. E disse que estava se baseando na liminar concedida a ela pelo Ministro Dias Toffolli, do STF, suspendendo a parte do plano de saúde no Acordo Coletivo de Trabalho arbitrado pelo TST.

Dirigentes e advogados da Federação já até se reuniram com o Ministro para discutir o assunto e mostrar a redução direta de salários e renda que esse aumento representa. Bem como debater o argumento da direção da empresa e do governo, que dizem não ter recursos para custear o plano, o que obviamente não é verdade.

O Ministro ainda não tomou sua decisão, pois o STF ainda não voltou do recesso de final de ano. Mas a direção da ECT e o governo que ela representa decidiram atacar o direito da categoria antecipadamente, como vêm fazendo desde que tomaram posse, inclusive para aprofundar o processo de privatização da empresa, deixando-a como os empresários querem.

Por isso as direções da FINDECT e dos sindicatos filiados orientam os trabalhadores a não se precipitarem com desligamento do plano. Porque se fizerem e se arrependerem, o retorno se dá em situação prejudicial.

Vamos continuar lutando, tanto nas ações jurídicas e políticas da Federação e acreditar na força de mobilização dos trabalhadores para manter nossos direitos e evitar a privatização dos Correios!!!

 

Compartilhe agora com seus amigos