26 de agosto: Dia Internacional da Igualdade Feminina

Notícia publicada dia 26/08/2017

Tamanho da fonte:

O Dia Internacional da Igualdade da Mulher marca momentos importantes das mulheres na busca por condições de igualdade entre os gêneros, até mesmo porque ainda precisamos de datas para lembrar os governos, sindicatos e a sociedade que o equilíbrio está longe de ser alcançado, se fazendo necessário para que as mulheres ampliem suas conquistas e direitos na vida profissional, na política e no meio sindical.

A secretaria da mulher do SINTECT/SP e da FINDECT destaca que dentre as inúmeras discussões pertinentes à diversidade humana e a questão da igualdade de gêneros ainda segue vagarosamente em busca de uma solução definitiva.

Não é de hoje que as diferenças entre homens e mulheres em nossa sociedade, ainda são cultivadas no dia a dia, entretanto, vale ressaltar que nos últimos anos leis específicas foram criadas para proteger as mulheres. Mas quando o assunto é a inserção no mercado de trabalho, as mulheres infelizmente estão à sombra dos homens. E, nos últimos meses, muitos de seus direitos vem sendo suprimidos ou negligenciados pelos Correios.

“As mulheres ecetistas devem se preparar, ocupar e lutar por mais espaço no mercado de trabalho e também no meio sindical. Só assim, a desigualdade, que ainda está evidente, irá diminuir gradativamente. Hoje é mais do que uma homenagem ao gênero, o Dia Internacional da Igualdade da Mulher é uma data para que todos façam uma reflexão sobre as transformações que ainda devem acontecer para a plena igualdade entre homens e mulheres dentro dos Correios e na nossa sociedade.” Destacou a Delegada Sindical Alessandra Alfano do CTE Jaguaré Turno 2.

A igualdade não existe por si só, cabe a todos e todas reforçá-la e lutar por ela, isso também não significa que homens e mulheres sejam “iguais” em tudo, pelo contrário, são bem diferentes, mas as diferenças devem ser respeitados e por conta disso devem ter condições adequadas e favoráveis ao seu desenvolvimento pessoal e profissional, de modo que ambos possam atingir os mesmos níveis.

Não só hoje, como em todas as datas comemorativas, é o momento ideal de reforçar a luta dos movimentos de mulheres e discutir os avanços conquistados, e os que ainda falta conquistar, se organizando, cobrando atitudes dos poderes públicos, tudo isto feito publicamente para que o maior número de mulheres possam tomar conhecimento do que acontece em relação à questão de gênero neste momento histórico e se engajarem na luta pela igualdade.

É um longo caminho, mas que se as mulheres estiverem unidas, irremediavelmente conseguiremos ampliar a luta pela igualdade e atingir nossos objetivos.
Compartilhe agora com seus amigos