A GREVE É A NOSSA ÚNICA ARMA NESTE MOMENTO

Notícia publicada dia 21/09/2012

Tamanho da fonte:

Companheiras e Companheiros,

A proposta de conciliação apresentada pela Ministra vice-presidenta do TST, que traz dentre outras propostas o reajuste salarial de 5,20% que repõe a inflação dos últimos 12 meses, o reajuste linear de R$80,00 (oitenta reais), o reajuste do vale alimentação/cesta para R$27,41 (8,14%), a manutenção do vale alimentação extra (vale peru) em dezembro, o reajuste do auxílio babá e auxílio necessidades especiais em 5,20%, significou um grande avanço.

No entanto a nossa preocupação está na cláusula 11, referente à assistência médica, onde a Ministra do TST mantêm a cláusula conforme proposta da ECT, que poderá alterar os moldes atuais. Por esse motivo as Assembleias destacaram essa questão, e decidiram que não podemos assinar um Acordo Coletivo que traga esse grande prejuízo aos trabalhadores.

Comparem no quadro abaixo alguns itens que podem ser alterados: 

Companheiros e companheiras, pensem bem. É preciso lutar contra este absurdo. A assistência médica dos Correios foi conquistada numa greve de 17 dias em 1986, que custou o emprego de muitos ecetistas.

Elias Cesario de Brito Junior

Presidente do Sintect/SP

Compartilhe agora com seus amigos