Análise técnica mostra descaso da ECT com as condições de trabalho

Notícia publicada dia 29/01/2019

Tamanho da fonte:

O Técnico de Segurança do Trabalho do SINTECT-SP constatou inúmeras irregularidades em visita técnica ao CDD São Mateus, que também atingem outras unidades de SP, pois refletem o abandono da manutenção pela ECT.

A visita e a vistoria técnica no CDD São Mateus foram realizadas no dia 23/01/2019 pelo diretor Pacheco acompanhado do Técnico de Segurança do Trabalho contratado pelo SINTECT/SP. O Sindicato a solicitou, conforme está previsto na cláusula 30 do acordo coletivo, motivado por denúncias dos trabalhadores do setor quanto às más condições de manutenção do prédio e de trabalho.

A visita e a vistoria técnica no CDD São Mateus foram realizadas no dia 23/01/2019. O Sindicato a solicitou, conforme está previsto na cláusula 30 do acordo coletivo, motivado por denúncias dos trabalhadores do setor quanto às más condições de manutenção do prédio e de trabalho.

O Técnico constatou inúmeras irregularidades. Identificou mais de 30 itens que não estão em conformidade com as normas da NR – Norma Regulamentadora.

ENTRE OUTROS ESTÃO: INADEQUAÇÃO DAS LUZES DE EMERGÊNCIA, QUE NÃO FUNCIONAM OU NÃO ATENDEM AO ÍNDICE DE LUMINOSIDADE EXIGIDA PELA NR PARA POSSIBILITAR O TRABALHO EM CASO DE FALTA DE ENERGIA; VAZAMENTO DE ESGOTO NO VESTIÁRIO; EXTINTORES VENCIDOS; CALOR EXCESSIVO, DEVIDO À FALTA DE CLIMATIZAÇÃO ADEQUADA, COM MEDIÇÃO MOSTRANDO UM GRAU MUITO SUPERIOR AO MÁXIMO PERMITIDO PELA NR.

Notificação, solução e denúncia

Com o laudo em mãos, o Sindicato notificou a empresa exigindo soluções das anormalidades. E encaminhará laudo e relatório aos órgãos públicos de controle, solicitando fiscalização, caso a situação deplorável de abandono e os riscos à segurança e à saúde dos trabalhadores permaneçam.

A direção da empresa está abandonando a manutenção das unidades

O CDD São Mateus é um retrato de uma realidade muito maior, de descaso, negligência e abandono pela ECT. São muitas as unidades sem climatização, iluminação e manutenção adequadas.

Por algum motivo a manutenção das unidades tem sido abandonada, inclusive por falta de pagamento às empresas responsáveis. Por que isso? Será que os responsáveis pelos pagamentos não sabem o dia de pagar? A Superintendência não está vendo isso? Todo trabalhador sabe suas obrigações e não deixa suas contas atrasarem. Por que uma empresa do porte da ECT faria isso?

É muito descaso, que faz o trabalhador sofrer sem condições de trabalho. E isso ocorre ao mesmo tempo em que a ECT bate recordes e metas nas entregas de encomendas. Pressão, excesso de trabalho, exigências e descaso aumentam. Salários, direitos, condições de trabalho, respeito e valorização vão no sentido contrário. É o resultado desumano de uma gestão negligente.

Compartilhe agora com seus amigos