ASSEMBLEIA DECIDE MANTER ESTADO DE GREVE

Notícia publicada dia 15/12/2016

Tamanho da fonte:

Categoria reconhece avanços após a assembleia do dia 7/12, aprova resultados das negociações e manutenção do estado de greve em defesa do convênio médico

interna_topo_assembleia_decide_manter_estado_greve_trabalhadores_votando_sintect_sp_14_12_16

As grandes assembleias realizadas no dia 7/12 em todo o Estado de São Paulo mostraram a disposição de luta da categoria e fizeram a direção da ECT chamar os Sindicatos para negociar o convênio médico, entrega matutina, DDA e OAI.
A reunião ocorreu no dia 9 de dezembro e contou com a presença do SINTECT-SP e demais Sindicatos do Estado de São Paulo discutindo esses assuntos diretamente com a cúpula da ECT.

Nessa negociação foram conquistados avanços importantes.

CONVÊNIO MÉDICOinterna_assembleia_decide_manter_estado_greve_diviza_e_peixe_sintect_sp_14_12_16

O primeiro foi a garantia da manutenção do convênio médico funcionando, com a continuidade do repasse mensal da empresa acrescido de recursos a mais para o Postal Saúde quitar os débitos com os credenciados, após analisar caso a caso em busca de negociações e descontos.
Este ponto da negociação foi consolidado em reunião realizada entre o Sindicato e a DR-SPM no dia 14 de dezembro. Nela ficou garantido a manutenção do atendimento nos Hospitais Sino Brasileiro e São Luiz, e o retorno do atendimento no Hospital São Camilo.

Clique aqui e visualize a ata da reunião entre o sindicato e a DR/SPM no dia 14

DDA E OAI

Nesta reunião entre o Sindicato e a DR-SPM também foi consolidada a suspensão do DDA e do OAI, acertados na reunião com a direção nacional da ECT no dia 9/12.

Clique aqui e leia a ata desta reunião do dia 9

A implementação do DDA está suspensa e será discutida com os Sindicatos e os trabalhadores de forma combinada com a entrega matutina. Nada será implantado sem que haja acordo dos Sindicatos e dos trabalhadores.
Quanto ao OAI, também está suspenso. Não haverá novas implantações, e nas unidades onde já está implantado, será feita análise caso a caso para definir a suspensão.

ESTADO DE GREVE ATÉ O FINAL DOS TRABALHOS DA COMISSÃO PARITÁRIA QUE DISCUTE O POSTAL SAÚDE

Os trabalhos desta Comissão estão entrando na fase decisiva. Após concluídos, o que deve ocorrer em janeiro, os Sindicatos realizarão assembleias com a categoria para decidir o que aceitam de modificação e o que rejeitam.
Antes disso nada pode ser modificado. Por isso, se a empresa fizer consulta ou apresentar qualquer tipo de proposta de plano pago, a orientação do Sindicato é para ninguém aceitar nada!

Nos manteremos em estado de greve e mobilizados para impedir que a empresa tome medidas descabidas. E estaremos preparados para ir à greve para defender nosso plano médico sem mensalidade, com o compartilhamento atual (sem aumento) e com manutenção de todos os dependentes, inclusive pai e mãe.

Veja o vídeo abaixo:

Todos na luta até a vitória!

Confira abaixo as fotos desta assembleia:

Compartilhe agora com seus amigos