Centrais sindicais lançam nota unitária e cobram aplicação da fórmula 85/95 sem progressividade

Notícia publicada dia 25/06/2015

Tamanho da fonte:

As seis maiores centrais sindicais brasileiras decidiram intensificar a luta contra a progressividade, que diminui as vantagens da fórmula 85/95 e dificulta o acesso dos trabalhadores à aposentadoria

foto_ctb_ato_av_paulista_673_sintect

A nova regra está prevista na Medida Provisória enviado ao Congresso pelo governo federal. Juntas, as centrais emitiram a seguinte nota unitária sobre o assunto:

As Centrais Sindicais brasileiras consideram que a fórmula 85/95 para as aposentadorias por tempo de contribuição é uma grande vitória da luta sindical.

Desde 1998, o Fator Previdenciário tem reduzido significativamente o valor das aposentadorias de milhares de trabalhadores. Com a nova regra, esses trabalhadores e trabalhadoras terão direito ao salário-benefício integral.

Por isso, consideramos que, para os futuros aposentados, a nova regra restabelece a justiça previdenciária no País. As Centrais Sindicais discordam da Progressividade da fórmula na nova Medida Provisória encaminhada ao Congresso.

De forma unânime, as Centrais envidarão todos os esforços de negociação da MP 676/15 e de tratamento do veto presidencial da MP 664/14, junto ao Congresso Nacional e ao governo, para garantir a aplicação da fórmula 85/95 sem progressividade.

Fonte: Portal CTB

Compartilhe agora com seus amigos