ECT fecha agências lucrativas e chantageia atendentes! Isso é modernização?

Notícia publicada dia 21/05/2019

Tamanho da fonte:

A direção da ECT anunciou o que chama de “readequação da rede de atendimento e da força de trabalho” em continuidade ao que seria uma “modernização” para garantir a sustentabilidade dos Correios.

Palavras permitem tudo que se queira dizer. Ações e consequências, no entanto, revelam as intenções nem sempre expostas e a realidade nua e crua.

O anúncio elenca mais 161 agências próprias que serão fechadas, com atividades migradas supostamente para agências próximas. Mas como fica o fato de haver entre elas várias lucrativas e uma maioria autossustentável?

Essas agências têm movimento consistente que, segundo a direção empresa, será migrado para agências próximas. Como fica a sobrecarga se serviço sobre essas agências próximas, se não terão reforço estrutural nem de pessoal?

O mais estranho, grave e revelador, no entanto, é que os atendentes são praticamente obrigados a migrar para carteiro. Afinal, dizer que quem não migrar pode ser transferido para qualquer agência do Brasil, é no mínimo chantagem.

Por que a direção da ECT não quer mais Atendentes Comerciais em seus quadros? Planeja diminuir, acabar, terceirizar via franquias toda a área de atendimento? No Primeira Hora ela fala que os Correios continuarão presentes em 5500 municípios. 70 já dançaram (o último levantamento do IBGE indica que há 5570 municípios no país)!

A categoria e o Sindicato merecem e exigem explicações claras, não só palavras ao vento que conflitam com os resultados das ações encaminhadas, e respostas consistentes, não mera propaganda. Porque de fake news os brasileiros estão ficando fartos!

Compartilhe agora com seus amigos