Greve chega ao 30° dia e trabalhadores intensificam diálogo com distribuição de carta aberta à população

Notícia publicada dia 17/09/2020

Tamanho da fonte:

O ato convocado pelo Sintect-SP para essa quinta, 17 de setembro, para distribuição de carta aberta e diálogo com a população na estação do metrô Barra Funda, contou com participação de muitos trabalhadores dos Correios que estão na greve.

Os trabalhadores que foram obrigados a realizar uma greve em plena crise pandêmica causada pela covid-19, na qual não há vacinas ou tratamentos eficazes, tiveram o cuidado e responsabilidade de realizar manifestações assim, que possibilitam o esclarecimento e diálogo com a população. Foi assim que ficou evidente o apoio do povo e dos pequenos comerciantes em todas regiões à greve da categoria.

Essa percepção se revela a partir dos esclarecimentos dados pelo Sindicato e pelos trabalhadores sobre os motivos da greve e os impactos negativos que a privatização dos Correios traria para a população e para os pequenos negócios.

Os comerciantes que usam o e-commerce passam a entender melhor a importância da ECT para seus negócios existirem e o quanto seriam prejudicados se ficassem nas mãos dos interesses de empresas privadas.

A Greve solidária continua com entrega dos mantimentos arrecadados pelos trabalhadores em carreatas realizadas pelo sindicato durante esse período de um mês de Greve ao Padre Júlio Lancelotti.

Todos lá! É com solidariedade, unidade, disposição e atitude que se vence a luta!

Greve chega ao 30° dia e trabalhadores intensificam diálogo com distribuição de carta aberta à população

O ato convocado pelo Sintect-SP para essa quinta, 17 de setembro, para distribuição de carta aberta e diálogo com a população na estação do metrô Barra Funda, contou com participação de muitos trabalhadores dos Correios que estão na greve.

Posted by Sintect-SP Sindicato Trabalhadores Dos Correios on Thursday, September 17, 2020
Compartilhe agora com seus amigos