Março, Mês da Mulher: homenagem e luta

Notícia publicada dia 07/03/2014

Tamanho da fonte:

Avanços recentes melhoraram a posição da mulher no mercado de trabalho e na sociedade, e com organização e luta é possível avançar mais!

É inegável que nos últimos anos as mulheres conquistaram um espaço importante no mercado de trabalho. Hoje elas estão em praticamente todas as áreas e profissões. Nas universidades, também estão em número muito maior. Há ainda avanços sociais como a proteção trazida pela Lei Maria da Penha, a ampliação da licença maternidade, entre outros.
A posição da mulher nos Correios também mudou nos últimos anos, refletindo a sociedade e a organização e luta das ecetistas. Hoje há companheiras carteiras, motoristas, motociclistas, gerentes, diretoras, etc.
Mas as mulheres ainda são as que mais sofrem com assédio moral e, principalmente, sexual. Ainda não têm o respeito e o reconhecimento das chefias e, muitas vezes dos próprios colegas e companheiros. Ainda são poucas nos cargos de chefia e a maioria enfrenta a dupla jornada de trabalho.
Conquistas recentes mostram que é possível superar a discriminação e avançar muito mais. É o caso da mudança no afastamento do serviço de rua das companheiras carteiros femininos gestantes, que agora não perdem mais o adicional de 30% e não são prejudicadas no cálculo feito pelo INSS para o salário durante o período de afastamento da licença gestante. É preciso ir à luta para conquistar, nas Negociações Permanentes e na Campanha Salarial, aumento substancial no valor do auxílio creche, construção de creches próximas aos locais de trabalho, maior acesso a cargos de chefia e direção, entre outros.
Para isso a Diretoria do Sindicato chama as companheiras a participarem cada vez mais das lutas sindicais e políticas e da própria gestão sindical.

“O Ecetista” ouviu algumas companheiras sobre as condições de trabalho nos Correios e as lutas das mulheres na categoria:

Arlete, Carteiro feminino do CDD Parque São Luiz


“O 8 de março simboliza a busca de igualdade social entre homens e mulheres, para que as diferenças biológicas sejam respeitadas e não sirvam de pretexto para subordinar e inferiorizar a mulher.”

Greicie Miranda, Carteiro feminino do CDD Perus

“Mulher é… Atitude, afeto, amizade, certeza, raça, liberdade, vaidade, caráter, experiência, delicadeza, profissional, dona de casa, sensual… A cada nome uma história! A cada nome uma mulher. Todas essas qualidades em um uma só palavra: Mulher!”

Alessandra Alfano (Docinho), OTT do CTE Jaguaré Turno 2


“Ainda há muito o que avançar sim, mas avançamos com cláusulas específicas no Acordo Coletivo e nas Negociações Permanentes. Acredito que iremos avançar mais, com luta e responsabilidade.”

Zuleide Lacerda, Carteiro feminino do CDD Mairiporã

 

“As mulheres conquistaram muitos avanços, temos uma mulher como Presidenta do País, mas precisamos de uma maior participação das mulheres no Sindicalismo e na Política. Assim avançaremos muito mais.”

Ana Ramos, Atendente Comercial da AC Capela do Socorro

“Serenidade é o que faz uma mulher e mãe solteira acreditar que tudo é possível. Creio, trabalho e confio sempre. Parabéns a todas nós, mulheres.”

 

Iolanda Nunes, Carteiro feminino do CDD Capela do Socorro

“Nós mulheres temos dificuldades para participar das atividades do Sindicato, por causa da forma como fomos educadas, da cultura machista, da dupla jornada de trabalho. Mas nós devemos participar, pois só assim a discriminação de gênero acabará de fato.”

Maria Bernadete (Beth), Carteiro feminino do CDD Mauá


“A mulher foi historicamente colocada em posição diferente do homem, e quase sempre ficou em inferioridade. Igualdade é o que queremos e vamos alcançar.”

 

Maria Aparecida Macedo (Cida), Carteiro feminino do CDD Itaquera e Diretora da Pasta das Mulheres do SINTECT/SP

“Essa poesia é uma simples e honrosa homenagem à todas Mulheres Ecetistas:”

Mulheres fracas, fortes.
Não importa.
Mulheres mostram que mesmo através da fragilidade.
São fortes o bastante para erguerem sempre a cabeça.
Sem desistir, pois sabemos que somos capazes de vencer.

Temos a delicadeza das flores.
A força de ser mãe,
O carinho de ser esposa,
Reciprocidade de ser amiga,
A paixão de ser amante,
E o amor por ser mulher!

Somos fêmeas guerreiras, vencedoras,
Somos sempre o tema de um poema
Distribuímos paixão, meiguice, força, carinho, amor.
Somos um pouco de tudo
Calmas, agitadas, lentas!
Vaidosas, charmosas, turbulentas.

Mulheres fortes e lutadoras.
Mulheres conquistadoras
Que amam e querem ser amadas
Elegantes e repletas de inteligência

Com paciência
O mundo soube conquistar.
Mulheres duras, fracas.
Mulheres de todas raças
Mulheres guerreiras
Mulheres sem fronteiras
Mulheres… mulheres…

Encontro das Mulheres

O SINTECT-SP está preparando um grande encontro das trabalhadoras dos Correios de São Paulo, Grande São Paulo e Região de Sorocaba.
Nele, serão debatidos os principais problemas enfrentados pelas companheiras e formuladas reivindicações para a Pauta de reivindicações da Campanha Salarial deste ano e para as reuniões da Mesa Nacional de Negociação Permanente.
A Diretoria do Sindicato conta com sua participação companheira ecetista, mulher, esposa, mãe, filha, avó, neta, neste espaço de debate e organização para a luta. O Dia, o local e a forma de inscrição serão publicados em breve.

SINTECT/SP – GESTÃO RESPONSABILIDADE E + CONQUISTAS

 

Compartilhe agora com seus amigos