Nenhum direito a menos ou greve!!!

Notícia publicada dia 02/08/2018

Tamanho da fonte:

Dia 7 de agosto é o prazo final para a ECT apresentar uma proposta digna!

Depois da categoria recusar a primeira proposta da direção da ECT, ele chamou nova rodada de negociação e apresentou outra proposta. Mas não avançou em praticamente nada! A probosta continuou um pacote de maldades repleto de retirada de direitos e com reajuste abaixo da inflação.

O que mais esperar de uma direção indicada e alinhada com o governo Temer? O governo que fez a reforma trabalhista, tentou fazer a da previdência, está privatizando a Telebrás, os Correios e tudo que for possível, como ele disse. Um governo que está a serviço dos empresários com a tarefa de eliminar os direitos trabalhista e diminuir salários para aumentar os lucros das empresas, e de privatizar para entregar o patrimônio público a elas.

No mesmo sentido, o governo Temer e a direção que ele pôs na ECT querem esfolar a categoria ecetista. Vieram para tirar direitos e reduzir o gasto com mão de obra o máximo que puderem. Se deixar, vão levar os trabalhadores dos Correios à semiescravidão.

Por isso vamos declarar guerra se a direção da ECT não recuar dos ataques e atender as reivindicações da categoria!

Dia 7 de agosto é o prazo final de todos os trabalhadores dos Correios em todo o país. Estamos unificados e vamos fazer uma paralisação forte e corajosa contra o roubo dos nossos direitos e salários!

“A proposta apresentada pela empresa é um absurdo! Ele continua querendo acabar com direitos históricos da categoria. Nossa resposta é NENHUM DIREITO A MENOS, reajuste integral e aumento já! Se o idioma que o governo e seus representantes na direção da ECT entendem é o da greve, nós sabemos falar esta língua muito bem”, afirma o companheiro Diviza, Presidente do SINTECT-SP e Vice-presidente da FINDECT.

O QUE A DIREÇÃO DA ECT QUER:

● Reajuste de 2,21%, que corresponde a 60% da inflação acumulada no último ano.

● Fim do tíquete nas férias;

● Fim do adicional de férias de 70%;

● Fim do vale cultura, dentre outros ataques;

O QUE A CATEGORIA, A FINDECT E O SINTECT-SP QUEREM:

● Reposição integral da inflação, reajuste de 5%, mais aumento linear de R$ 300;

● Volta do convênio médico nos moldes do ACT anterior;

● Manutenção de todas as cláusulas do ACT atual.

TODOS À ASSEMBLEIA DE GREVE NO DIA 7 DE AGOSTO, 19h00, NO CMTC CLUBE! UNIDOS ATÉ A VITÓRIA!

Compartilhe agora com seus amigos