Reação Patriarcal contra a vida das mulheres abriu o debate de domingo

Notícia publicada dia 20/05/2018

Tamanho da fonte:

A manhã fria de domingo, em São Paulo, não intimidou as trabalhadoras dos Correios que participam do 3° Encontro de Mulheres da FINDECT, que começaram o dia debatendo a reação patriarcal contra a vida das mulheres, com debates feministas sobre conservadorismo, corpo e trabalho, conduzidas pela palestra da dirigente da Sempre Viva Organização Feminista, advogada Carla Vitória.

A feminista iniciou falando que o golpe ocorrido no Brasil trouxe diversas conseqüências maléficas para a vida dos trabalhadores, onde as mulheres trabalhadoras são ainda mais penalizadas e aprofundam a desigualdade social e, de modo especial, a desigualdade de gênero.

Em sua fala, Carla Vitória destacou a sociedade de consumo que usa a mulher como um produto publicitário e, ao mesmo, tempo consumidora de um padrão de mulher que não corresponde a mulher real, pobre, trabalhadora.

Para definir, Carla Vitória conceituou com três classificações o que é o feminismo. Segundo a palestrante, o feminismo se caracteriza por ser um instrumento de luta, um novo modelo de comportamento onde as mulheres desconstroem o modelo de submissão para serem donas do seu próprio destino e, por fim, é movimento social onde as mulheres se organizam para coletivamente transformarem a sociedade.

As participantes tiveram papel ativo durante o debate, relatando suas realidades e dando importantes contribuições sobre a relevância da luta pela igualdade e contra toda a opressão de gênero.

Compartilhe agora com seus amigos