SINTECT-SP cobra tratamento isonômico aos trabalhadores nos jogos do Seleção na Copa do Mundo

Notícia publicada dia 16/11/2022 17:29

Tamanho da fonte:

Mais uma vez, a direção dos Correios trata os trabalhadores da área operacional de forma desigual e o Sindicato cobrou prontamente através de ofício para que seus direitos sejam garantidos pela Constituição

O SINTECT/SP enviou ofício repudiando o tratamento discriminatório da área operacional e requer que os trabalhadores que laboram nas unidades no âmbito desta empresa, tenham o mesmo direito no
tratamento de igualdade, em cumprir os respectivos horários de expedientes para assistir aos jogos da Seleção Brasileira de Futebol Copa do Mundo 2022.

Como todos sabemos, as partidas do Brasil na Copa do Mundo geram em torno de 2 horas de transmissão, de modo que junto ao Carnaval, o evento Copa do Mundo certamente figura ainda como um dos traços culturais mais marcantes do Brasil e sempre mobiliza a maioria dos brasileiros, dos trabalhadores e familiares incluindo ainda aqueles que não tem o hábito de acompanhar o futebol no dia a dia.

Portanto, o SINTECT-SP parte de uma premissa de que é de interesse geral o acompanhamento dos jogos da Seleção, e que em tempos de polarização aflorada pode ser capaz de, finalmente, unir a todos novamente.

E com o objetivo de reparar o tratamento desigual da DIOPE dado aos trabalhadores da área operacional, o SINTECT-SP protocolou, nessa quarta-feira (16), ofício requerendo a isonomia de tratamento entre os trabalhadores da área operacional e das demais áreas dos Correios nas datas dos jogos da seleção brasileira na Copa do Mundo e repudia a atitude discriminatória dos Correios.

Clique aqui e leia o ofício.

Veja aqui as duas notas emitidas pela empresa sobre o Expediente durante os Jogos: Nota 1 (Clique Aqui) / Nota 2 (Clique Aqui).

Compartilhe agora com seus amigos