SINTECT-SP participa de reunião CIPA do CTC SANTO AMARO

Notícia publicada dia 10/07/2018

Tamanho da fonte:

O Dirigente do Sindicato Júlio César foi convidado pelos ciperos para conhecer a atuação deles, trocar experiências e levar contribuições para um bom trabalho de prevenção de acidentes e da saúde do trabalhador.

A Diretor do Sindicato acompanhou uma reunião ordinária dos ciperos do setor e teve oportunidade de conhecer e trocar experiências relacionadas a prevenção de acidentes e defesa e preservação da saúde do trabalhador. A reunião ocorreu na data de 04/07/2018.

Júlio ressaltou a importância do convite dos ciperos. Para ele, quando se trata de prevenção de acidentes e sobretudo da saúde, a CIPA sozinha não consegue atuar de forma eficiente. Ainda mais nos Correios, campeão de afastamentos por acidentes e doenças ocupacionais devido à característica do serviço.

“O trabalho nos Correios é pesado, desgastante, repetitivo e perigoso. Por isso o número de adoecidos, afastados e aposentados por invalidez é maior que em qualquer outra empresa. E a direção da ECT costumeiramente trata essa situação com descaso. É preciso interação com o Sindicato na definição dos problemas, na cobrança de soluções sobre a empresa e na mobilização dos trabalhadores, quando essas soluções não forem encaminhadas”, garante Júlio.

Ele também lembrou que, nesse tema, todos podem e devem colaborar. “Um dos papeis mais importantes dos ciperos é conscientizar os trabalhadores dos riscos que sofrem no ambiente de trabalho e da importância de se unirem e combaterem os problemas que afetam a saúde e colocam suas vidas em risco diariamente”, diz ele.

A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes é um grupo formado pelos funcionários, que elegem metade de seus membros, e pelo empregador, que indica a outra metade.

Ela serve para investigar e reconhecer os riscos que podem gerar acidentes e doenças do trabalho e criar mecanismos para proporcionar condição de trabalho seguras para todos os trabalhadores(as).

Quando não conseguem garantir que a empresa crie condições e coloque esses mecanismos em funcionamento, os ciperos precisam atuar, junto com o Sindicato, na mobilização dos trabalhadores e na pressão sobre a direção dos Correios.

Os trabalhadores e trabalhadoras dos Correios podem ajudar a formar CIPAs que funcionem na prática da seguinte forma:

-Participando ativamente da eleição dos seus representantes, indicando e elegendo companheiros conscientes e comprometidos com os interesses da categoria;

-Indicando situações de risco que visualizarem no dia a dia de trabalho;

-Respeitando as recomendações passadas pela comissão, utilizando os EPI’s e EPC’s fornecidos pela empresa;

-Indicando sugestões de melhorias de condições de trabalho.

Compartilhe agora com seus amigos