Saiu na Mídia: Correios reabrem agência após carteiro testar positivo

Notícia publicada dia 07/05/2020

Tamanho da fonte:

A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos reabriu o Centro de Distribuição Domiciliária (CDD) do Jardim Gonçalves, na zona leste de Sorocaba, depois de sete dias de suspensão dos trabalhos no local após um funcionário da unidade ter sido diagnosticado com novo coronavírus (Covid-19).

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de São Paulo (Sintect/SP), os serviços na unidade foram suspensos no último dia 29, depois que um carteiro foi testado positivo para o novo coronavírus. O funcionário, de 38 anos, segue em tratamento médico e seu estado de saúde é bom.

Gilmar Gomes da Silva, diretor do sindicato na região de Sorocaba, afirma que, com a confirmação do diagnóstico, a entidade enviou ofício à direção da ECT cobrando o afastamento de todos os 35 funcionários que trabalham na unidade. O pleito foi atendido pela empresa estatal. A reabertura da CDD, segundo o sindicato, ocorreu anteontem, com remanejamento provisório de funcionários de outras unidades.

Os Correios afirmam, por meio de nota, que “está acompanhando a situação de saúde dos empregados, prestando o apoio necessário, e também atuando para garantir o bom funcionamento das atividades operacionais”.

A estatal informou que foram realizadas ações de higienização e desinfecção no local, situado na rua Professor Altamir Gonçalves, nº 160. A estatal afirma que está seguindo a determinação do decreto federal, que define os serviços postais como essenciais, e cumprindo todas as medidas de proteção à saúde de seus empregados, clientes e fornecedores. Entre as iniciativas, elenca a empresa, estão a distribuição de álcool em gel e máscaras para carteiros e atendentes, a instalação de painéis de proteção em sua rede de agências e a antecipação da vacina contra gripe para todos os empregados.

A ECT foi questionada se há risco das correspondências que passaram pela unidade nas últimas semanas poderem ter sido contaminadas pelo vírus, mas não retornou às perguntas. A estatal também não respondeu se a distribuição de correspondências aos domicílios foi afetada em Sorocaba. “A empresa lamenta eventuais transtornos e reitera que está trabalhando para viabilizar, com segurança, a continuidade de suas atividades”, completa.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul (07/05/2020)

Compartilhe agora com seus amigos