Temporal deixa SP em alerta, fecha marginais e afeta o transporte público e trabalhadores

Notícia publicada dia 10/02/2020

Tamanho da fonte:

Na manhã de hoje, 10, o sindicato cobrou da empresa que nenhum trabalhador seja prejudicado ou punido por não conseguirem chegar ao trabalho devido às fortes chuvas que atingiram a capital e grande SP desde ontem a noite.

A direção dos Correios, informou que uma nota foi divulgada orientando os trabalhadores que não conseguiram chegar na sua unidade de trabalho, e que os mesmos possam se apresentar na unidade mais próxima de sua residência.

Preocupado com os impactos da forte e constante chuva que afetou a cidade de São Paulo e grande SP nesta madrugada, cobrou que também seja resguardado o direito também daqueles trabalhadores que mesmo diante de tanto caos na cidade, se esforçaram para ir, porém se depararam com a rua da sua unidade alagada, o impossibilitando de trabalhar, “pedimos que a empresa tenha bom senso, pois a situação na cidade é caótica e que os trabalhadores não tenham qualquer prejuízo por conta de não conseguirem chegar ao trabalho”, declarou Elias Diviza.

Segundo dados da prefeitura de SP, são 76 pontos de alagamentos, sendo 68 intransitáveis. O rio Tietê transbordou e a marginal foi fechada sentido Cebolão, na altura da ponte da Casa Verde. O rodízio de veículos foi suspenso. Os bombeiros atendem 24 ocorrências de desabamentos.

As marginais Tietê e Pinheiros têm trechos intransitáveis e a circulação dos transportes públicos está comprometida. Pontos como na Marginal Tietê perto da Ponte do Piqueri estão intransitáveis.

Por conta do forte temporal, o sindicato orienta os trabalhadores evitarem trechos onde a circulação está comprometida e devido ao risco de inundação.

Resumo da situação:

Grande SP e ABC seguem em sinal de alerta;

Rodízio de veículos: suspenso por todo o dia;

Marginais: Tietê e Pinheiros estão fechadas em pontos com alagamento; na Tietê, o ponto crítico é na altura da ponte da Casa Verde, sentido Cebolão;

Chegada a São Paulo: rodovias Carvalho Pinto e Dutra têm congestionamento; a situação é a mesma na Castello Branco e Imigrantes;

Congestionamento: por volta de 8h, havia 89 km de lentidão em toda cidade
trens: As linhas 8 e 9 da CPTM têm trechos com operação paralisada;

Metrô: opera normalmente;

Ocorrências: 234 acionamentos dos bombeiros por inundações, 27 quedas de árvores e 20 desabamentos; desde a noite de domingo (9) foram 4 mil chamados.

O Sindicato orienta que todos trabalhadores evitem transitar por vias alagadas ou que tragam algum tipo de risco por conta do temporal que atinge a cidade de SP.

Oficio do Sintect-SP requerendo concessão do abono calamidade pública

Compartilhe agora com seus amigos