Sindicato discute situação do Postalis com Ministério das Comunicações

Notícia publicada dia 15/05/2015

Tamanho da fonte:

Surgiu proposta de suspensão do pagamento extra, cuja discussão terá prosseguimento em nova reunião no dia 20 de maio

diviza_reunao_ministro_comunicacoes_673_sintect_zyon

Na luta contra a cobrança injusta do ecetista da dívida do Postalis, o Sindicato, representado pelo seu Presidente Diviza, participou de uma reunião no Ministério das Comunicações nesta quinta, 14 de maio, para tratar do déficit do fundo e da Contribuição Extraordinária. O Presidente da FINDECT também participou da reunião.

Os argumentos e a documentação apresentados pelo Sindicato conseguiram sensibilizar os representantes do Ministério. Tanto que eles aceitaram discutir a proposta do SINTECT-SP e da FINDECT de suspender a contribuição e criar um grupo de trabalho para estudar a situação e buscar soluções.

O grupo de trabalho seria composto pelo SINTECT/SP, FINDECT, A​DCAP​, ​FAACO,​ ANAPOST, Associação dos Aposentados de Ribeirão Preto, ​ARACT, POSTALIS, ECT, Ministério das Comunicações e a outra federação. Ele teria até o final do ano para levantar dados e discutir a situação, em busca de alternativas. Enquanto isso a contribuição ficaria suspensa. Esse grupo deve discutir a auditoria sobre o déficit; auditoria do passivo; revisão e pagamento do RTSA; forma de equacionamento do eventual déficit remanescente e revisão estatutária do Postalis.

O Sindicato solicitou também que seja garantido o pagamento pela ECT da dívida de R$ 1,2 bi que ela tem com o Postalis. E ainda que sejam tornados sem efeito os pedidos de cancelamento da inscrição dos participantes (trabalhadores que recentemente pediram o desligamento do Postalis), desde que haja concordância dos mesmos.

Uma nova reunião com o Ministério das Comunicações será realizada na próxima semana. Nela será aprofundado o debate e definidas as condições para um acordo sobre as propostas surgidas na reunião do dia 14.

A Diretoria do SINTECT/SP está empenhada em resolver a atual situação do Postalis e continuará buscando uma grande vitória que signifique o não pagamento extra pelo trabalhador por dívidas geradas pela má gerência do fundo, bem como a saúde financeira do Postalis e a garantia da complementação de aposentadoria para todos.

arte_sindicato_forte_673_sintect_zyon

Vale frisar que o SINTECT/SP já havia orientado a todos que não pagassem o boleto que vinha sendo emitido pelo Postalis, pois entende que qualquer cobrança extra é um abuso contra o trabalhador e o sindicato já vinha tentando barrar este aumento da contribuição de diversas maneiras.

Clique aqui e veja a orientação do Sindicato.

Veja abaixo mais algumas fotos desta reunião:

Compartilhe agora com seus amigos