Greve nacional da categoria ganha vários reforços

Notícia publicada dia 22/09/2015

Tamanho da fonte:

Servidores Públicos Federais marcam greve; bancários e petroleiros também devem parar; movimento Sem Teto fará grandes manifestações e mais um Estado (Sergipe) aderiu à nossa paralisação!

Nesta quarta-feira, 23/09, os Servidores Públicos Federais realizarão uma paralisação nacional, com manifestações em todo o país, para lutar contra os cortes impostos pelo Governo Federal, que prejudica os servidores e a população.
Esta luta é muito importante, pois se soma à greve dos trabalhadores dos Correios e gera um fato político mais relevante, com maior visibilidade, mais força e mais condições de ser visto e ganhar apoio da população.
Também neste dia o MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) fará grandes manifestações contra os cortes no Programa Minha Casa Minha Vida, que prejudicará um grande número de famílias.
Para os próximos dias também estão previstas as paralisações dos Bancários e dos Petroleiros.
Como dá para perceber, os trabalhadores e o povo pobre não vão aceitar pagar por uma crise que não fomos nós que fizemos, sabendo que é só através da luta que podemos ser vitoriosos.

Trabalhadores dos Correios de Sergipe aderem à Greve Nacional da categoria
Outro reforço para a Greve nacional dos Correios foi a adesão, ontem (21/09), dos companheiros do estado do Sergipe.
Eles entenderam a importância e decidiram somar ao movimento grevista deflagrado no dia 15 de setembro em quase todo o país, que já é o mais forte dos últimos anos.
Os companheiros de Sergipe se uniram aos trabalhadores representados pelos Sindicatos dos Trabalhadores dos Correios de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Minas Gerias, dentre diversos outros que estão parados desde o dia 15/09.
E nos próximos dias outros Sindicatos dos Correios que ainda não aderiram à Greve realizarão assembleias para decidir sobre a adesão, como é o caso dos companheiros do Paraná.
Em todo o país a categoria quer mostrar a sua indignação contra o desrespeito da direção da empresa, que além de não apresentar uma proposta decente na data-base da categoria ainda quer atacar direitos duramente conquistados.

Confira abaixo a tabela atualizada dos Sindicatos que rejeitaram a proposta da empresa e os que aceitaram e não deflagraram a greve:

tabela_greve_atualizada_22_09_15_sintect_zyon

SINTECT/SP
GESTÃO COM RESPONSABILIDADE SE ALCANÇA + CONQUISTAS
-2015/2019-
Compartilhe agora com seus amigos